Marcio Pauliki - Compromisso com você
Facebook Twitter Instagram

Alep terá bancada independente

Compartilhe nas redes sociais:

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) passa a contar com uma bancada independente. Ela será composta por 14 deputados que não são de oposição e nem da base governista. A bancada independente será liderada pelo deputado estadual Tercilio Turini. O grupo surgiu durante a busca por um acordo para pôr um fim à greve dos professores e foi decisivo na articulação da última proposta apresentada. Os deputados que integram a bancada independente se posicionaram contra a Comissão Geral, contra as reformas no Paranaprevidência e a favor da reposição de 8,17% dentro da data-base. “Nas últimas semanas, temos convivido com uma pauta única e a Assembleia Legislativa exerceu seu papel de moderador e buscou uma solução. Durante o debate, nós observamos que alguns deputados possuem uma identidade muito próxima para discutir matérias polêmicas. A bancada independente é uma construção que vamos fazer ao longo do tempo e tem objetivo analisar os projetos com um viés técnico, discutir ideias, ampliar o debate e representar segmentos da sociedade”, explica o deputado Tercílio Turini. De acordo com o deputado estadual, Marcio Pauliki, integrante da bancada independente, ela irá contribuir para aumentar ainda mais a qualidade da representatividade da Alep. “É fundamental que os parlamentares possam votar de acordo com as suas convicções e com total liberdade. Poderemos votar a favor do governo, mas seremos contra quando os projetos apresentados forem de encontro ao interesse público e retirem direitos conquistados”, explica. Proposta A bancada independente foi fundamental na negociação entre a App-Sindicato e o governo estadual. A App-Sindicato convocou uma assembleia, nesta terça-feira (09), para avaliar a proposta de reajuste salarial enviada pelo governo do estado. A reposição da inflação verificada entre maio e dezembro de 2014 será de 3,45%, em parcela única, a ser paga em outubro. Além disso, janeiro de 2016 fica estabelecido para a antecipação da data-base em percentual equivalente ao IPCA acumulado entre os meses de janeiro de 2015 a dezembro de 2015. Estimando uma inflação da ordem de 8,26% em 2015, o reajuste ficaria em 12%. Em janeiro de 2017, será pago um adicional de 1% relativo à compensação dos meses não pagos em 2015. Ela foi sancionada pelo governo do Paraná e aguarda o posicionamento das entidades representantes dos professores. Leia mais sobre esse assunto: http://www.alep.pr.gov.br/sala_de_imprensa/noticias/24863-tercilio-turini-anuncia-criacao-de-nova-bancada-na-assembleia IMG_6427

Leis criadas e aprovadas