Marcio Pauliki - Gestão do jeito certo e de resultados

SIGA NAS REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Instagram

Lei que institui Distritos Industriais Regionais é aprovada na Alep

Compartilhe nas redes sociais:

 

De autoria do deputado estadual Marcio Pauliki, projeto de lei irá fortalecer a economia, a geração de emprego e renda no estado

 

 

         O projeto de lei que permite a criação dos Distritos Industriais Regionais no estado do Paraná, de autoria do deputado estadual Marcio Pauliki, foi aprovado na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) nesta terça-feira (11). A medida irá permitir o fortalecimento econômico regional no estado, com geração de emprego, renda e capacitação profissional.

         O processo do projeto de lei demorou cerca de um ano. Nesse período Pauliki realizou diversas reuniões técnicas e estudos para embasar o projeto. Foram realizados encontros nas regiões do Norte Pioneiro, Centro Sul e Campos Gerais para debater possíveis locais para a implantação de distritos regionais industriais.

         “É preciso fomentar políticas públicas para o desenvolvimento regional e descentralizado. Hoje, a economia não é feita apenas de cidades desenvolvidas, mas de regiões capazes de promover a geração de emprego, renda e capacitação de mão de obra”, afirma Pauliki.

         Ele ressalta ainda que as empresas que se instalarem nos Distritos Industriais Regionais poderão se habilitar no Programa Paraná Competitivo. “É preciso termos regiões competitivas aliadas a políticas públicas para atrair grandes investimentos para nosso estado. Uma região desenvolvida, com indústrias e empresas, irá possibilitar avanços no campo econômico e consequentemente social”, ressalta Pauliki.

 

         Projeto Puma

Com a regulamentação da Lei que instituiu os Distritos Industriais Regionais, Marcio Pauliki contribui para a distribuição justa dos impostos do Projeto Puma, a nova fábrica da Klabin sediada em Ortigueira. Isso porque este projeto pode ser inserido dentro da lei dos distritos.

Pauliki intermediou o diálogo entre as cidades, realizando reuniões e audiências públicas. Os beneficiados são Cândido de Abreu, Congoinhas, Curiúva, Imbaú, Reserva, Rio Branco do Ivaí, São Jerônimo da Serra, Sapopema, Telêmaco Borba, Tibagi e Ventania. Apesar da empresa estar sediada em Ortigueira, os demais municípios fornecem matéria-prima, com o plantio de pinus e eucaliptos em seus territórios.