Plano de Governo Não perca a chance de sugerir
ideias para tornar PG melhor; clique aqui
Marcio Pauliki - Gestão do jeito certo e de resultados

SIGA NAS REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Instagram

Pauliki representa Alep durante reunião com o Exército Brasileiro

Compartilhe nas redes sociais:

O deputado estadual Marcio Pauliki representou a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) em reunião que anunciou projetos especiais do Exército Brasileiro que serão implantados no Paraná. A tríplice fronteira, entre o Brasil, Paraguai e Argentina receberá os investimentos da segunda fase do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). Desenvolvido pelo Exército, o programa usa radares, sistemas de comunicação e veículos aéreos não tripulados para o monitoramento da fronteira. A informação foi trazida pelo Comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas na presença do governador do estado, Beto Richa, em reunião no Palácio Iguaçu na manhã desta terça-feira (16). O encontro teve a participação do comandante militar do Sul, general Antônio Mourão, e do comandante da 5ª Divisão do Exército, general Luiz Felipe Carbonell. Pauliki e os representantes do Exército Brasileiro também foram recebidos pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo. O parlamentar aproveitou a oportunidade para conversar com o general Edson Henrique Ramires, comandante da 5° Brigada de Cavalaria Blindada. “Pedi a ele que as infovias, como são chamadas as vias de comunicação previstas no Sisfron, passem pela nossa região. Conhecido como o maior entroncamento rodoferroviário do Sul do país, os municípios dos Campos Gerais precisam dessa benfeitoria”, comenta o deputado. O Exército Brasileiro está presente em Ponta Grossa desde a década de 50, com a implantação da 5° Brigada de Cavalaria Blindada, que abrange outras estruturas como o 3° Regimento de Carros de Combate (RCC) e o 13° Batalhão de Infantaria Blindada (BIB). Ao todo, são 350 integrantes temporários e 650 permanentes. “O Exército Brasileiro é uma grande instituição e uma das minhas grandes preocupações é com a formação profissional dos egressos. Quando idealizei o Instituto Mundo Melhor (IMM), fiz questão de incluir o projeto Reservista Legal com o objetivo de auxiliar na capacitação de jovens, que após concluírem as atividades no Exército, são encaminhados para o mercado de trabalho”, destaca Pauliki. Os soldados completam uma carga horária de 80 horas de curso presencial e à distância no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do IMM. Os conteúdos on-line são aplicados na Sala Virtual Mundo Melhor do 3º RCC, que também está aberta aos familiares dos soldados interessados em realizar os cursos on-line da plataforma IMM. As atividades acontecem durante o segundo semestre do serviço militar obrigatório. O comandante Villas Bôas afirmou que para o sucesso do programa é essencial a parceria com o governo estadual e a iniciativa privada, já que todos os radares e sensores serão de indústrias nacionais. “O Exército tem também poder de polícia e responsabilidade de combater os crimes transnacionais. O Sisfron é um importante programa para conseguirmos em tempo real coibir atividades ilícitas, como tráfico de drogas e armas”, disse ele. 06-16 Exército Brasileiro (1) Leia mais sobre esse assunto: http://arede.info/jornaldamanha/editorias/politica/pauliki-debate-projetos-do-exercito/