Marcio Pauliki - Gestão do jeito certo e de resultados

SIGA NAS REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Instagram

Estudo PG+200 apresenta propostas reais para a cidade

Compartilhe nas redes sociais:

13/03/2020

As propostas, sugestões e ideias do projeto têm como base os conceitos: descentralização, inovação, simplificação e execução.

Hoje, sexta-feira (13), o banco de ideias PG+200 apresenta suas propostas para lideranças de partidos, lideranças comunitárias, associativistas e a todos que estão preocupados com o futuro de Ponta Grossa. O intuito do encontro é demonstrar que o momento é ímpar para discutir desafios e problemas da cidade, mas acima de tudo apresentar sugestões e encontrar soluções para criar projetos inovadores, factíveis e que, principalmente, se adaptem à condição fiscal do município.

O idealizador do PG+200, Marcio Pauliki, conta que o projeto foi construído ao longo dos últimos seis meses, com ênfase na administração técnica, mas também com a participação popular, que é indispensável na gestão pública. “O PG+200 surge como um ‘plano de vôo’, traçado para que as nossas esperanças num futuro melhor para Ponta Grossa, especialmente na próxima década, possam ter possibilidades viáveis e sustentáveis. Mais do que discutir pré-candidaturas ou alianças, precisamos discutir soluções”, afirma Pauliki.

Esse material de governança foi construído por lideranças de Ponta Grossa, porém contando ativamente com a participação popular através de reuniões presenciais e redes sociais, sendo adaptadas por técnicos que conhecem a realidade fiscal e de RH atual do poder público. Segundo Pauliki, vale destacar que o projeto pode ser usado como base de estudos para grupos sociais, associativistas, empresariais, comunitários e políticos, pois o objetivo é colaborar com o desenvolvimento da cidade.

Outro ponto de destaque é que as propostas, sugestões e ideias do projeto têm como base os conceitos: descentralização, inovação, simplificação e execução. “Para que a cidade possa avançar, é essencial que os serviços públicos, tanto na área de infraestrutura, prestação de serviços e equipamentos públicos não sejam apenas levados aos bairros mais distantes, mas sim instalados de forma permanente em todos os quadrantes da cidade”, explica Pauliki.

Marcio enfatiza ainda que esse é o momento para união de forças, divisão de tarefas, gestão e muito diálogo. “O PG+200 tem as diretrizes que sempre nortearam nossos passos no meio público, mas que agora podem ajudar nossa cidade de Ponta Grossa a galgar novas conquistas”, finaliza.