Marcio Pauliki - Gestão do jeito certo e de resultados

SIGA NAS REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Instagram

“Cobrança de taxa mínima de água é injusta”, diz Pauliki

Compartilhe nas redes sociais:

“Quanto você gasta por mês com água em sua casa? Já reparou que mesmo economizando o máximo possível, você é obrigado a pagar uma taxa mínima?”, questiona o deputado estadual Marcio Pauliki. Ele explica que mesmo quando a pessoa gasta 4 m³ de água por mês, por exemplo, a conta vem com 10 m³. Esse é o mínimo cobrado pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Pensando nisso, Pauliki está requerendo o fim da cobrança da taxa mínima de água. O requerimento será protocolado nesta segunda-feira (31) no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Se aprovado, o documento será endereçado ao Governo do Estado pedindo a tomada de providências efetivas. De acordo o deputado, o ideal é que a cobrança seja feita de acordo com o uso. “A taxa mínima prejudica, especialmente, os consumidores de baixa renda, comprometendo o orçamento doméstico. A possibilidade pagar exclusivamente pela quantidade de água utilizada pode reduzir os gastos das famílias que possuem um orçamento mais apertado e se esforçam para economizar água”, enfatiza. O tema foi discutido por Pauliki durante toda a semana. “Passei os últimos dias buscando soluções e melhorias na prestação dos serviços públicos, principalmente o abastecimento de água e tratamento de esgoto. Durante as conversas que tive com várias pessoas, a taxa mínima de água foi um tema muito comentado. Vendo essa injustiça, eu me senti obrigado a tomar uma atitude firme e decidida. O meu compromisso é lutar ao lado das pessoas, mesmo que isso incomode alguns grupos políticos que não estão acostumados à críticas”, frisa. Para o parlamentar, a iniciativa é um incentivo a mais para que os cidadãos usem a água de forma consciente. “Algumas pessoas se sentem desestimuladas a economizar água em suas residências, pois sabem que terão que pagar por algo que, efetivamente, não consumiram. É bom para o bolso da população e para o meio ambiente”, argumenta. Ele acrescenta que o país já atravessou períodos de crise hídrica e que os recursos naturais escassos precisam ser preservados. 08-31 Assembleia Legislativa (1) Leia mais sobre esse assunto: http://portoamazonas.com/cobranca-de-taxa-minima-de-agua-e-injusta-diz-pauliki/